Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

| May 23, 2017

Scroll to top

Top

ASSOCIAÇÃO NAGATA DE ARTES MARCIAIS - O COMEÇO

Levados pela paixão que sempre tiveram pelo Budô Karate e na esperança de difundir esta Arte Marcial, os professores Kojem Nagata e José Koei Nagata resolveram fundar a Associação Nagata de Artes Marciais, isto no dia 25 de Julho de 1982, na cidade de Sorocaba, estado de São Paulo.
No início, a modalidade ensinada era o Karate Kyokushinkaikan, pois ambos haviam treinado este estilo com o Shihan Mayuki Mizukoshi 4º Dan e posteriormente com o Shihan Eisho Nakaza 4º Dan, mas por questões estritamente políticas entre os mestres difusores desta Arte no Brasil, deixamos de fazer parte deste estilo.

 

Quando o professor Kojem Nagata decide dedicar exclusivamente às técnicas de Massagem e Fisioterapia em 1988, coube então o seu sucessor o professor José Koei Nagata, dar continuidade aos treinamentos e difusão da arte.
Enfatizando que em primeiro plano deveria vir o Karate e depois o pessoal, partiu para pesquisas exaustivas e exploração de outros estilos de Karate. Após anos de treinos e pesquisas, compreendeu os “Dois Karates” – o Karate Tradicional (marcação de pontos) e o Karate de Contato (Nocaute). Pois quem treina um dos estilos não consegue entender o outro e vice-versa. É por isso que muitas Federações não aceitam o Karate de Contato, limitando a entender exclusivamente o seu sistema de Karate.

 

 

A partir disto reformulou todas as técnicas do Karate de Contato, dando um novo nome ao sistema (estilo) denominando de “Nagata Ryu”, ou seja, Karate da escola Nagata ou Karate da família Nagata.
Seu avô paterno (Koei Nagata) descendente direto de japoneses, mas precisamente da ilha de Okinawa, treinou o Karate, quando este ainda era chamado de Okinawa-te.
Passou então as técnicas ao seu filho (Kojem Nagata) e este repassou a José Koei Nagata.

 

 

Porém como temos que dar continuidade aos treinamentos e sempre buscar sempre o aprimoramento, foi buscar em outras artes o que de melhor possuía. Passou a treinar o Karate Nakaza Juku, Shotokan, Goju Ryu, Shorei Ryu, Kickboxing, Muay Thai, Kobudô e Jiu Jitsu.
Para auxiliar na preparação física do atleta, formou-se em Licenciatura Plena em Educação Física, tirando exercícios obsoletos e introduzindo exercícios modernos, não comprometendo certas articulações ou lesões em decorrência de exercícios antigos ou mal formulados. Dessa forma, o atleta rende muito mais no preparo físico e não sobrecarrega as articulações.

A paixão por armas okinawanas que assistia em filmes de artes marciais o levou a desenvolver as técnicas, procurando copiar os movimentos. Baseados em estudos das artes do Okinawa Kobudô, desenvolveu e aprimorou técnicas de Bô, Kama, Nunchaku, Sai, Katana, etc.

 

 

A partir desta gama de técnicas formulou e o denominou de BUDÔ KARATE NAGATA RYU.
O Budô Karate Nagata Ryu era um estilo Tradicional fundido com o moderno, onde as técnicas tem que ser funcionais. Não basta somente a teoria, tem que funcionar na prática. Para um pleno desenvolvimento foram criadas técnicas específicas para cada faixa. A cada faixa que se adquire, novos movimentos e obstáculos terão que ser transpostos. Não são técnicas retas e duras como em alguns estilos de Karate e sim circulares, com aplicações de esquivas e algumas técnicas suaves de projeções e imobilizações.

No aspecto de luta (Kumite) evidencia-se o contato pleno, onde os golpes são perpetuados exigindo muito preparo físico e concentração físico – espiritual. Mas para que a luta não se torne uma contenda de gladiadores, o lado espiritual deve ser primordial, superando o lado físico. O lado filosófico da arte e os costumes tradicionais do Karate foram preservados, onde deve haver sempre o respeito aos seus superiores e semelhantes.
Para que o aluno desenvolva é necessário que os treinos sejam sempre em duplas, pois somente assim saberá se um golpe é funcional ou não, qual a reação do adversário, a que velocidade deve ser aplicado determinado golpe, que esquiva deve executar a cada deslocamento do adversário, etc.

 

Mesmo em Campeonatos, para se chegar ao título de campeão é necessário passar por vários atletas, pois sem eles não haveria combate, nem título. Por isso não devemos menosprezar o adversário ou seu companheiro de treino, e sim agradecer-lhe, tanto pelo treinamento quanto pela conquista de um Campeonato. O fator respeito e humildade devem ser sempre evidenciados como algo digno de um verdadeiro praticante de Artes Marciais. Como o diz o velho ditado: “O atleta luta para aperfeiçoar-se (desenvolvimento técnico, físico, espiritual) e não aperfeiçoar-se para lutar (usar a arte para oprimir os outros)”.

 

O Budô Nagata Ryu, dividia-se em 03 partes: o Karate de Contato, o Kickboxing e o Kobudô, onde cada modalidade é independente da outra.
Depois que desenvolveu a parte técnica do estilo, faltava a sua regulamentação ante as Federações Desportivas.
Sabe-se que a política que reina em torno do Karate de Contato é muito grande, pois muito o veem como uma cópia grotesca do Karate Tradicional, pois em sua época (anos 50) o criador do Karate Kyokushinkaikan (Sosai Masutatsu Oyama 10º Dan) era uma pessoa muito confiante de si mesmo e sempre desafiava mestres de Karate de outras escolas, provando que seu estilo era superior a de seus adversários.

 

Sosai Masutatsu Oyama chegou a matar touros e até Urso com golpes de Karate. Quando formulou a sua escola de Karate – o Kyokushinkaikan – os treinos eram árduos e voltados principalmente para combates. Comentavam na época que os adeptos deste estilo de Karate eram animais, arrogantes e pretensiosos.

 

13620750_871534729619268_2785202377138447528_nMuitos Mestres de outros estilos de Karate difamavam histórias distorcendo os fatos reais, levando uma imagem errônea do Karate de Contato.
Por isso que pesquisei as técnicas dos outros estilos de Karate e aprimorei ao nosso sistema. Como mencionado anteriormente: o estilo Nagata Ryu é o Karate Tradicional fundido com o Karate moderno. No sistema Kyokushinkaikan, os Katas são básicos. No estilo Nagata Ryu os Katas advém do estilo Kyokushinkaikan, Goju Ryu e Shorei Ryu, dando um respaldo técnico quando o atleta for participar da modalidade de Kata em qualquer torneio do mundo.

 

Portanto a imagem errônea que tem sobre o Karate de Contato, começou a ser mudado, graças ao trabalho do professor José Koei Nagata, onde competiu em diversas Federações e Associações de Karate Tradicionais, conquistando títulos e a amizade de diversos professores de outros estilos, fazendo com que o estilo Nagata Ryu seja reconhecido e regulamentado por diversas entidades congêneres:

United States Karate Association (U.S.A.), United States Karate Alliance (U.S.A.), International Okinawa Martial Arts Union (Japão) , Confederação Brasileira de Artes Marciais e Esportes de Combate (COBRAM), Federação Paulista de Kakutô Karate, Confederação Brasileira de Kakutô Karate, Federação Nacional de Artes Marciais, Federação Mineira de Esportes e Luta, Federação Paulista de Kickboxing, Federação Paulista de Karate de Semi – Contato, Confederação Brasileira de Karate de Semi – Contato, Federação Mineira de Contato Total, Nanbei Karate-Dô Goju Remei, Federação Brasileira de Karate-Dô & Kobudô, Federação Mineira de Muay Thai – Boxe Tailandês, Federação Dominicana de Kickboxing, entre outras inúmeras organizações nacionais e internacionais.

Simbolo da escola “Nagata Ryu”, ou método Nagata. Criado e desenvolvido pelo Sensei José Koei Nagata que posteriormente voltar a integrar o Kyokushinkaikan. Mas o método Nagata Ryu está engajado dentro do estilo Kyokushinkaikan Brasil.

 

 

 

ASSOCIAÇÃO NAGATA DE ARTES MARCIAIS – HISTÓRICO

A Associação Nagata de Artes Marciais, foi fundada em 25 de Julho de 1982, inicialmente como Academia de Karate Oyama Kyokushinkaikan. Os fundadores foram o Mestre Kojem Nagata e seu filho José Koei Nagata.
Nesta época a única modalidade era o Curso de Karate Kyokushinkaikan, tendo com Instrutor Chefe o Sensei José Koei Nagata.
Em 02 de Junho de 1986, a entidade mudou-se de razão social denominando: Associação Nagata de Artes Marciais; e começou a englobar outras Artes Marciais congêneres, como o Kobudô (Manejo de Armas Okinawanas).

nagata-ryu

Em 1990 a Associação Nagata de Artes Marciais, através do Sensei José Koei Nagata; promove o 1º Torneio Budô Nagata Ryu de Contato Marcial, contando com a presença de 300 atletas, tendo uma ótima repercussão a nível municipal e estadual.

 

 

Em 1993, o Full Contact foi implantado pelo Professor Rubens Rabecca Ly (China).

Em 1995, o Muay Thai foi implantado pelo Professor Alex Arruda.

Em 1998 o Kickboxing foi implantado pelo Professor José Koei Nagata.

Em 1999 o Karate Kyokushinkaikan foi implantado pelo Sensei José Koei Nagata.

Em 1999 a Capoeira foi implantada pelo Professor Wellington Figueiredo.

Em 2000 o Jiu Jitsu foi implantado pelo Professor Herman Gutierrez.

Em 2001 o Muay Thai foi novamente implantado, agora com o Professor José Koei Nagata.

Em 2002 o Kung Fu Wu Dang foi implantado pelo Professor Leandro Molina.

Em 2003 a Capoeira foi novamente implantada, agora com o Professor Toninho.

Em 2003 o Mixed Martial Arts foi implantado pelo Professor Rodrigo Ferreira.

Em 2009 o Boxe foi implantado pelo Professor Anderson.

Em 2010 o Mixed Martial Arts foi novamente implantado, agora com o Professor Mário Ubirajara.

Em 2011 o Jiu Jitsu foi novamente implantado, agora com o Professor Rodolfo.

Em 2011 o Aikido foi implantado pelo Professor João Carlos Violardi.

Em 2011 o Jiu Jitsu foi novamente implantando, agora com o Professor Tomio Kuroiwa.

Em 2011 o Fitness Fight foi implantado pelo Professor Mário Ubirajara.

Em 2011 o Judô foi implantado pelo Professor Carioca.

Em 2012 o Submission foi implantado pelo Professor Mario Ubirajara.

Em 2014 o Muaythai Feminino foi implantado pelo Professor José Koei Nagata e da pela Instrutora Lais Sevilleja Dorta Bernardo.

 

HISTÓRICO DO KARATE EM SOROCABA

O Karate foi implantado em Sorocaba no ano de 1977 pelo Shihan Mayuki Mizukoshi, faixa preta 4º Dan, do estilo Kyokushinkaikan. O Shihan Mayuki Mizukoshi veio do Japão para difundir este estilo aqui em Sorocaba. As aulas eram ministradas na ACM, na rua da Penha e depois de algum tempo mudou-se para a Rua Professor Toledo 1045 – no bairro do Trujilo.

Em 1982 o Professor Mayuki Mizukoshi teve que retornar ao Japão e deixou em seu lugar o Instrutor Agenor Oliva de Moraes, faixa preta 1º Dan. A partir disso, a Academia vivia mudando de localidade e de responsável, passando pelos professores Zenildo, João Marcelo, Ronan e Leonardo.

Em 1982 os Professores Kojem Nagata e José Koei Nagata, abrem a Academia de Karate Oyama Kyokushinkaikan, sendo subordinado ao Mestre Eisho Nakaza, faixa preta 4º Dan do estilo Kyokushinkaikan, à qual continua situada no mesmo local de origem, ou seja, na Av. Dr. Afonso Vergueiro 1497.

Em 1984, os Professores Pedro Elias Gattaz e Valdir, ex-praticantes do Kyokushinkaikan abrem a Academia de Karate Shobu Ryu, na rua da Penha 122 – Centro – Sorocaba.

Em 1985 o Professor Willian Missono abre a Academia de Karate Shorin Ryu, no bairro de Santa Terezinha. Posteriormente o Professor Jorge troca de estilo e passaria a transmitir os ensinamentos do Karate Shotokan.

Em 1988 o Professor Roberto Gonçalves abre a Academia de Karate Shotokan, na Boulevard Braguinha.

Em 1999 o Professor Francisco Chagas, abre a Academia de Karate Kybokushin, na Av. Itavuvu.

Em 2000 o Professor Ronan Freitas, abre a Academia de Karate Kyokujutsukai, na ADPM de Sorocaba.

Em 2004 o Professor César Duarte abre a Academia de Karate Kyokuseishinkai no Ipanema Clube.

Atualmente existem em Sorocaba os seguintes estilos de Karate: Kyokushinkaikan com o Shihan Nagata na Associação Nagata de Artes Marciais, Sensei Rosalina no Sindicato dos Empregados no Comércio, Kyokushin Mas Oyama – Professor Ronan na Academia Athenas, Shotokan – Academia Projeto Forma e Trainer, Kyokushin Oyama– Academia Leonardo Tavares Team, Towa Kai – Academia de Karate Towa Kai.

Todos os estilos são independentes e trabalham com diferentes Federações e Organizações Internacionais, tendo Campeonatos Próprios!